Situada no litoral do extremo sul do estado da Bahia, a costa das baleias compreende os municípios de Prado, Alcobaça, Caravelas, Nova Viçosa e Mucuri. No passado, essa região pertenceu  a capitania de Porto Seguro e foi através dos seus caudalosos rios que os entradistas penetraram para o sertão na busca de ouro, prata e pedras preciosas.
Nas desembocaduras desses rios, os pioneiros ergueram povoados e vilas, testemunhos iniciais da colonização. Hoje, o visitante pode observar os traços deixados pela ocupação colonial na arquitetura solene das igrejas, no desenho urbano das cidades, nos sobrados com fachadas revestidas de azulejos vindos do reino e nos nomes portugueses de vilas e cidades.
    A costa das baleias possui uma diversidade de atrativos abrangendo grandes extensões de praias, propícias para a prática de esportes náuticos, rios de águas limpas, manguezais, restingas e vegetação exuberante e nativa, onde a natureza ainda se encontra preservada. São esses atrativos, muitos dos quais ainda pouco divulgados, que conformam uma forte vocação para o ecoturismo.
Al
ém disso, merece destaque a singularidade cultural das comunidades locais com sua culinária típica, seu artesanato peculiar e suas tradições reinventadas.

     Não ha dúvida, no entanto, que uma das características mais marcantes da costa das baleias é o Arquipélago de Abrolhos, refúgio e berçário das baleias jubarte. Os recifes de corais sob as águas rasas e azuis são reconhecidos internacionalmente como os de maior diversidade de todo o atlântico Sul. Em 1983, as cinco ilhas de origem vulcânica e o recife dos Timbebas foram legalmente protegidos com a criação do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, que recebe atualmente milhares de visitantes atraídos pela beleza de sua paisagem oceânica.  

 

A REAL DESCOBERTA DO BRASIL

   O escrivão da esquadra descobridora do Brasil, Pero Vaz de Caminha, descreveu em sua primeira carta ao rei de Portugal, a geografia da região que hoje faz parte do município de Prado como o primeiro pedaço de terra avistado pela tripulação da armada de Pedro Álvares Cabral. Anos depois, tudo isso ficaria englobado na Capitania de Porto Seguro. 

    Instalou-se, então, uma salutar polemica sobre qual o verdadeiro ponto onde o Brasil foi descoberto. Prado reivindica essa primazia; Porto Seguro capitalizou por ter o mesmo nome da capitania; Santa Cruz Cabralia também se bate pela prioridade no descobrimento. Mas, segundo os pradenses, basta ler com  atenção a carta de Caminha - e associa-la a fotografias tiradas a partir do mar - que não haverá mais duvidas, pois em frente ao Prado é o único ponto de onde se avista o Monte Pascoal.